Palácio Real

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE RESERVAR

IMPORTANTE: após ter completado sua reserva com sucesso, irá receber dois e-mails: o primeiro (imediatamente após a reserva) será a copia de seu pedido e o segundo (um dia útil após a reserva ou na Segunda-feira se o pedido for feito na Sexta-feira ou final de semana) com o Voucher que deverá ser imprimido e apresentado ao museu 15 minutos antes do horário confirmado. Favor completar corretamente o formulário com enderço e-mail e verificar que os filtros anti-spam e antivírus não estejam bloqueando o correio eletrônico do nosso endereço [email protected] Especial atenção aos usuários de AOL e Sbcglobal.net. O voucher estará disponível em sua conta um dia útil após o pedido.

ATENÇÃO: se o horário reservado não estiver disponível, será confirmado automaticamente o horário mais próximo na mesma data. Os ingressos serão confirmados segundo disponibilidade do museu.

Horário de abertura

Aberto de quinta-feira a treça-feira das 09:00 às 20:00. Fechado na quarta-feira, 1 de janeiro e 25 de dezembro. A bilheteria fecha 1 hora antes do último horario.

ATENÇÃO: se o horário reservado não estiver disponível, o museu confirmará automaticamente o horário mais próximo na mesma data. Os ingressos serão confirmados segundo disponibilidade do museu. 

A reserva deverá ser efetuada pelo menos um dia útil antes da data reservada.

Política de cancelamento

Para cancelamentos após ter recebido voucher con relativo código de confirmação e para no show, podemos reembolsar o custo do ingresso não utilizado menos o custo do serviço (pré venda e reserva online).

Palácio Real

Na linda paesagem napoletana destingue-se do mar a faixada rosa e cinza do Palácio Real, decorada no primeiro andar, com cercas do jardim suspenso. No início de 1600 os vice reis espanhois de Nápoles decidirão a construção, para si próprios e para as viagens do Rei da Espanha, de uma residência moderna, com alpendres e varandas, ampla e bem decorada, segundo gosto clássico. Muito diferente dos castelos fortificados nos quais haviam vivido Reis "agioini" e "aragonesi". O local pré-escolhido encontra-se ao lado do Castelo Novo, no final da Via Toledo, em direção do novo bairro de residêncial de Chiaia, do lado sul-oeste da cidade antiga.

Ainda hoje o "Largo di Palazzo", na Praça Plebiscito, é um dos centros do poder do Estado de Nápoles. Alí encontraos as sedes de Comando Militar da Itália Meridional e da Prefeitura. O Palácio foi projetado, e em parte construido, por Domenico Fontana, comissionado por Vice Rei Fernando Ruiz de Castro, Conte de Lemos e da Vice Rainha Caterina Zúnica, segundo um modelo egípsio do Renascimento. Um modelo que o arquiteto teria já esperimentado em Roma, em sua atividade para o Papa Sisto V. Sobretudo na faichada, de tijolos e tufo, repete com acentuações manierísticas toda largura, temas construtivos e ornamentais da cultura romana, como colunas de granizo, inscrições e latino, pilastros doricos, iônicos e coricios.

Na parte interna, que é distribuida em torno a um pátio quadrado com pórticos e arcos, o andar superior corresponde o ambulatório. Já no projeto de Fontana, mas também como resultado nos sucessivos ampliamentos de Sanfelice, Vanvitelli, Fuga e Gaetano Genovese, outros dois pátios com planta retangular, comunicam-se com a corte  principal: a do "Belvedere" e a de "Carrozze", criando, com repetiçõe de módulos arquitetônicos, sujestivos efeitos aop infinito.

Na parte norte, estende-se o jardim criado pelo botânico Denhart em 1841, nos anos do grande restauro de 1800 da "Reggia". Magnólias e plantas raras decoram o ambiente com gosto pitorico e mais recentemente foram plantadas palmeiras altas. O Jardim e toda parte norte-oriental, juntoa ao "Regio Teatro San Carlo" e aos estábulos, são circumdaos por portões de ferro de 1800. A entrada do antigo estábulo é coberto por estátuas de ferro de dois "domadores de cavalos", Clodt Von Jurgenburg, doados ao Rei Ferdinando II Borbone pelo Zar de Russia em 1846, em ocasião de uma inesperada parceria com São Petroburgo, replicando  outras duas esculturas colocadas na ponte da Neva.

A esplanada em direção ao Vesúvio, é ligada por uma ponte com arco, com arquibancadas de Maschio Angioino, era uma ligação funcional entre o Palácio e a "Fortezza" com arsenal de artilharia. A Fabrica de Porcelana Borbonica, no primeiro período de atividade, encontrava-se em um pavilhão aqui ao lado, e todo o Palácio era animado por atividades da vida de corte como: a "Reale Stamperia", a "Reale Arazzeria" (após o trasferimento de "San Carlo alle Mortelle"), a Accademia Palatina de 1600, a Capela Real, os "Uffici della Tappezzeria", os corpos de guardas militares, os alojamentos do mordomo e de todos empregados.

Durante três séculos, de 1600 e 1946, o Palácio Real foi sede do poder manárquico na cidade de Nápoles e na Itália Meridional, habitado, primeiro pelo Vice Rei espanhol e austríaco, em seguida pelo Rei Borbone, enfim, pelos Savoia. Em 1919 o Palácio Real iniciou a ser utilizado como Museu dos Apartamentos Históricos e Biblioteca Nacional, tendo atividades culturais na vida da cidade.
 

Detalhes do preço

horário

Share this Service